CÁLCULO IRPF 2019 →【APRENDA A CALCULAR E SIMULAÇÃO】

É possível fazer o cálculo IRPF 2019 diretamente pelo site da Receita Federal. Esse imposto é descontado de pessoas físicas ou empresas, das quais são deduzidos uma porcentagem sobre a renda anual.

Todos os anos, os contribuintes que se enquadrarem nas condições específicas da Receita Federal, devem fazer a Declaração do Imposto de Renda.

Saiba a seguir todas as informações a respeito do IRPF 2019. Leia atentamente todos os requisitos sobre o Imposto de Renda.

Cálculo IRPF 2019

Cálculo IRPF 2019

O cálculo IRPF 2019 de desconto do Imposto de Renda pode ser feito pelo simulador disponibilizado pela Receita Federal. É um método simples e bastante intuitivo, podendo ser feito sem dificuldade nenhuma pelo contribuinte. Basta que ele tenha em mãos as informações pedidas e, rapidamente, poderá deduzir qual será o desconto que terá de Imposto de Renda sobre seu patrimônio.

Na soma, é considerado o salário base (que está discriminado na Carteira de Trabalho), acrescido de todos os extras que o contribuinte pode vir a ter, como adicional noturno e horas extras, por exemplo. Após encontrar esse valor, é necessário descontar o valor do INSS, que justifica a contribuição previdenciária do trabalhador. As alíquotas do INSS vão de 8% a 11%, limitadas à R$ 604,44.

Veja abaixo como ficam esses descontos para realizar o cálculo IRPF 2019:

  • Salário bruto até R$ 1.659,38 – 8% de INSS;
  • Salário bruto de R$ 1.659,39 a R$ 2.765,66 – 9% de INSS;
  • Salário bruto de R$ 2.765,67 a R$ 5.531,31 – 11% de INSS;
  • A partir de R$ 5.531,32 – R$ 604,44 de INSS.

Muito bem, encontramos o nosso salário base e determinamos o desconto do INSS. Esse valor é o que servirá de parâmetro para o cálculo IRPF. Mas ainda temos mais alguns fatores para analisar antes de encontrarmos o valor final. No caso de o contribuinte ter dependentes legais, haverá um desconto de R$ 189,59 do resultado obtido (por cada dependente).

São considerados dependentes o cônjuge, filhos até 21 anos, pais e avós (desde que não obtenham rendimentos). Antes de finalizarmos o valor base para o desconto do Imposto de Renda, é necessário considerar todas as deduções, incluindo valores de pensão alimentícia que são descontados em folha.

O que é a Simulação IRPF 2019

O funcionário tem a remuneração bruta de R$ 3.000. Sobre esse valor, haverá a incidência do desconto de 11% do INSS, considerando a tabela de alíquota. Ou seja, a base de cálculo já mudou para R$ 2.670. Continuando nosso exemplo, esse mesmo funcionário possui um dependente legal e faz o pagamento da pensão alimentícia de um filho, no valor hipotético de R$ 200.

Do salário base (R$ 2.670), descontaremos o custo de 1 dependente e o valor da pensão. No final, a base de cálculo IRPF 2019 incidirá sobre o valor de R$ 2.280, 41.

Agora que sabemos o valor real a ser considerado, é fácil determinar qual a faixa percentual em que o funcionário se encaixa e, com isso, entender qual será a alíquota de desconto que será aplicada sobre ele.

  • 1ª faixa: 7,5% para bases de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65 (R$ 142,80);
  • 2ª faixa: 15% para bases de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05 (R$ 354,80);
  • 3ª faixa: 22,5% para bases de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68 (R$ 636,13);
  • 4ª faixa: 27,5% para bases a partir de R$ 4.664,69 (R$ 869,36).

Com o simulador da Receita Federal, o contribuinte conseguirá calcular o valor do desconto com facilidade. Explicaremos passo a passo como fazer o preenchimento e encontrar o saldo final.

Cálculo IRPF 2019


Passo 01. Acesse o site da Receita, através do link (www.receita.fazenda.gov.br), ou pesquise por “Cálculo Imposto de Renda” em qualquer navegador de busca.


Passo 02. Informe os rendimentos tributáveis, todos os ganhos mensais ou anual, que geram acumulo de renda.


Passo 03. Informe os rendimentos dedutíveis: são as despesas que podem ser abatidas. Lembre-se que você deverá comprovar essas despesas na declaração. No simulador haverá o espaço detalhado para incluir as contribuições para INSS, dependentes, pensão alimentícia, entre outros.


Passo 04. Observe a base de cálculo, no qual é valor encontrado a partir dos rendimentos tributáveis, subtraído dos rendimentos dedutíveis.


Passo 05. Veja em qual faixa de alíquota esse valor se encaixa. O simulador possui um demonstrativo das faixas salariais para o cálculo da parcela de dedução do IR. Encontre a alíquota final e descubra qual será o percentual de imposto que irá incidir sob os seus rendimentos.


Tabela IRPF 2019

A tabela do Imposto de Renda foi divulgada. Nela, você pode encontrar qual o valor da alíquota que será aplicada sobre seus rendimentos finais. Entenda esses valores:

Confira a tabela imposto de renda:

Base de cálculo (R$) Alíquota (%) Parcela a deduzir do IRPF (R$)
Até 1.903,98
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5 636,13
Acima de 4.664,68 27,5 869,36

Quem precisa fazer a Declaração IRPF 2019

Se você se encontra em alguma dessas condições, indicamos que procure um contador para sanar maiores dúvidas, mas tenha em mente que deverá declarar seu Imposto de Renda, podendo pagar os tributos devidos sobre o seu patrimônio.

Veja quais são os parâmetros de determinação impostos pela Receita:


Quem recebeu rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70:

Se ao longo do ano de referência, a renda do contribuinte tiver sido maior que R$ 28.559,70, ele precisará fazer a declaração de imposto de renda.


Quem recebeu rendimentos não tributáveis ou tributáveis exclusivamente na fonte superiores a R$ 40.000,00:

Rendimentos não tributáveis são dividendos, alguns tipos de indenização, herança e doações recebidas. Os rendimentos tributáveis exclusivamente na fonte são retornos recebidos em concursos e sorteios, ganhos na loteria, além de juros sobre capital próprio.


Bens de valor superior a R$ 300 mil:

Considera-se imóveis, carros, antiguidades, obras de arte e joias.  Quem teve ganho de capital: se tiver tido algum ganho na venda de bens ou direitos, terá que fazer a declaração.


Quem optou pela venda de imóveis com isenção do Imposto de Renda:

Apesar de ter tido a isenção no ato da venda, ela precisará declarar a transação envolvendo o imóvel. Sobre a atividade rural: se a receita bruta obtida tiver sido superior a R$ 142.798,50, precisa declarar os valores recebidos.


Caso tenha alguma dúvida a respeito do Cálculo IRPF 2019 deixe o seu recado agora mesmo para que possamos esclarece-lo o mais breve possível. Boa Sorte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *