COMO DECLARAR IRPF 2019 →【PASSO A PASSO RÁPIDO】

Se você não sabe como declarar IRPF 2019, não se assuste. Com a divulgação do programa da Receita Federal, é possível fazer a declaração de um jeito simples, através do computador, smartphone ou tablet.

O programa propõe as áreas específicas, onde devem ser incluídos os rendimentos do contribuinte e também seus bens a serem considerados. .

É importante declarar o seu imposto dentro do prazo estipulado. Caso tenha perdido, o contribuinte irá pagar de uma multa, que vai de R$ 165,74 podendo chegar ao máximo de 20% do Imposto de Renda devido. Saiba mais a seguir!

Quem deve declarar IRPF 2019

Se você tem dúvidas a respeito de quem deve declarar IRPF, facilitaremos o seu entendimento neste tópico. Devem declarar Imposto de Renda, os contribuintes que se enquadrem nas situações abaixo:

COMO DECLARAR IRPF 2019


(01). Cidadãos que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2017.


(02). Também, aqueles que receberam rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado.


(03). Os contribuintes que obtiveram lucro na alienação de bens e direitos ou que tiveram sucesso em operação de bolsa de valores também devem declarar o Imposto.


(04). Para os produtores rurais, terão a obrigatoriedade da declaração aqueles que tiverem tido uma receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50.


(05). Portadores e bens e direitos que somem valor superior a 300 mil também deverão declarar e os estrangeiros que fixaram moradia em nosso país precisarão fazer a declaração do Imposto de Renda.


Todos esses contribuintes precisam acertar sua situação com a Receita Federal, declarando o IRPF 2019 de seus bens e rendimentos e pagando o tributo relativo ao patrimônio.

Quem não precisa declarar IRPF 2019

São isentos da declaração aqueles que não atingirem o teto máximo de arrecadação de tributos. Os que possuírem renda menor que a determinada para a declaração ou bens que não somam o valor de 300 mil, poderão ser isentos no pagamento do Imposto de Renda.

Vale lembrar que, caso você tenha a arrecadação de Imposto de Renda retido na fonte, ainda assim, se acaso ultrapassar o teto de R$ 28.559,70, é necessário fazer a declaração do Imposto de Renda. Se o valor pago for maior do que o do cálculo, esse contribuinte terá direito à restituição.

Como declarar IRPF 2019 (Passo a Passo)

Para declarar o Imposto de Renda, é preciso fazer o download do programa diretamente do site da Receita Federal. Você pode encontra-lo no seguinte endereço – idg.receita.fazenda.gov.br.

Após fazer a instalação do programa, organize toda a documentação necessária para fazer a declaração, incluindo documentos pessoais e de rendimentos.

Vamos fazer passo a passo de como declarar IRPF!

COMO DECLARAR IRPF 2019


Passo 01 – Escolha a opção “Declaração de ajuste anual” e preencha os dados pessoais primeiro. Insira o que for solicitado, como CPF e endereço. É importante lembrar que será pedido o número da declaração do ao anterior.


Passo 02 – Informe todos os rendimentos das fontes pagadoras, para não cair na malha fina. Rendimentos considerados isentos também devem ser declarados, mas na área específica dos mesmos.


Passo 03 – Aplicações, saldo em conta e bens (imóveis e veículos, por exemplo), devem ser informados na ficha “Bens e direitos”. Inclua todos os itens e seus respectivos valores.


Passo 04 – Os gastos com despesas que podem ser deduzidas (lembrando que é preciso comprovar esses gastos), como os de saúde e educação, devem ser incluídos na ficha “Pagamentos efetuados”.


Passo 05 – Confira os dados inseridos, clicando no botão “verificar pendências” e, caso algum campo obrigatório não tenha sido preenchido, o próprio programa fará o alerta e mostrará o que precisa ser corrigido.


Passo 06 – Escolha o modelo de tributação que mais te agrada. O programa indicará qual a opção mais vantajosa ao contribuinte, que irá oferecer maior restituição e menos imposto a pagar.


Passo 07 – Não se esqueça de informar o banco, a agência e conta onde deverá feito o depósito da restituição, no caso de o contribuinte ter direito.


Passo 08 – Por último, clique em “Entregar Declaração”, no canto esquerdo inferior da tela. A declaração é salva ao fazer esse clique mas indicamos que imprima o comprovante de envio e guarde, junto com a sua documentação.


Isenção IRPF 2019

Se você não sabe como funciona o IRPF, vamos iniciar explicando que tudo o que o contribuinte ganha é tributável, aos olhos da Receita Federal. Isso mesmo que você leu, toda a renda obtida por você, seja por trabalho ou simplesmente por por ganhos de rendimentos, pode ser taxado, gerando o (nada querido) Imposto de Renda.

Alguns critérios pré-estabelecidos determinam se o contribuinte é apto ao pagamento do imposto ou não e, ou seja, também há critérios que determinam a isenção desse pagamento para o contribuinte. Nesse caso, os mesmos estão liberados do desconto da tributação (será que esse é o seu caso?).

Se você está em dúvida se tem direito a isenção do IRPF, podemos dizer que é considerado isenção IRPF 2019, quando o trabalhador não alcança os critérios determinados pela Receita Federal. Ou seja, isso pode incluir uma renda a qual não seja exigido o pagamento de Imposto de Renda ou casos mais característicos, como ter doenças graves, deficiências ou em situações de acidentes de trabalho.

Requisitos para Isenção IRPF

Abaixo citamos alguns requisitos que podem gerar a isenção do Imposto de Renda:


(01). Se a sua renda mensal, com os devidos descontos (INSS, dependentes, pensão alimentícia, entre outros), seja igual o menor que o valor de R$ 1.903,99.


(02). Se você tiver ganhos obtidos por meio de bolsas de estudo e de pesquisa acadêmica, desde que estejam descritas em critério de doação. Também é preciso que os resultados dos mesmos não representem vantagem para quem está doando, nem pode ser usado como contraprestação de serviços.


(03).  Benefícios como aposentadoria e pensão recebidas em decorrência de doenças graves como câncer, que impeçam o contribuinte de trabalhar, prêmio de seguro restituído e pecúlio recebido de Previdência Privada, no caso de morte ou invalidez permanente e aqueles que recebem benefícios pagos por previdência social e privada recebidos por deficientes mentais.


(04). Isenção de cobranças de impostos, os rendimentos de caderneta de poupança, lucro na alienação de bens ou direitos, desde que considerados de pequeno valor e as indenizações.


(05). Resgate de conta do FGTS, Está isento de tributação as indenizações, doações e heranças, bonificações em ações, lucros e dividendos entregues aos sócios de empresa brasileira.


(06). Lucro na venda de imóvel residencial para a aquisição de outro imóvel residencial, no prazo de até 180 dias da assinatura do contrato de venda.


(07). As diárias para pagamento de despesas de alimentação e hospedagem pagas para realizar trabalho, no caso de ser em local diferente da sede da empresa, inclusive exterior.

Como receber a restituição IRPF 2019

Todos os contribuintes que fizeram um pagamento maior do que o devido à Receita Federal, têm o direito de receber a Restituição Imposto de Renda. No ato da declaração, você deverá incluir dados bancários para depósito, pois é assim que a devolução será feita.

As Restituições são pagas dos meses de junho até dezembro. A Receita Federal anuncia as datas que os pagamentos serão disponibilizados, porém não informa quais contribuintes receberão em cada lote. Para saber se a sua restituição está disponível no lote atual, faça a consulta no site da Receita.

É muito fácil consultar:

COMO DECLARAR IRPF 2019


Passo 01: Acesse http://www.receita.fazenda.gov.br/Aplicacoes/Atrjo/ConsRest/Atual.app/paginas/index.asp;


Passo 02: Basta colocar o número do seu CPF, data de nascimento, ano da declaração e os caracteres de confirmação que estarão disponíveis no site.


Automaticamente, a página será direcionada para a sua área de contribuinte, incluindo as informações sobre a restituição, se já está disponível e se já foi enviada à conta informada.

A declaração do Imposto de Renda é uma das principais obrigações na vida dos cidadãos brasileiros, por isso é sempre importante saber como declarar IRPF.

Depois de ter conferido nossas dicas, esperamos que não tenha sobrado nenhum tipo de dúvida relacionada sobre como declarar IRPF 2019. Mas caso ainda haja algum questionamento, deixe o seu comentário logo abaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *