CRONOGRAMA IRPF 2019 – Cronograma, Declaração – Saiba Mais

O órgão responsável pela administração dos tributos da União, entre eles, o Receita Federal IRPF 2019 é a Secretaria da Receita Federal. Subordinado ao Ministério da Fazenda, esse órgão compõe grande parte das contribuições social do país.

É a Receita Federal que auxilia na formulação da política tributária do país, trabalhando arduamente para prevenir e combater sonegação fiscal (através da Declaração do Imposto de Renda), o contrabando, a pirataria no comércio nacional, a fraude comercial e todos os atos ilícitos relacionados ao comércio internacional.

Entre as atividades da Receita Federal, está também a fiscalização sobre os pagamentos de tributos de pessoas físicas e jurídicas (empresas), o que conhecemos popularmente como Imposto de Renda. É a Receita Federal o órgão responsável pela conferência de dados, cuidando para evitar fraudes e sonegação por parte dos contribuintes. Saiba tudo sobre o IRPF 2018, Cronograma IRPF 2019 e Declaração IRPF!

IRPF 2019

O IRPF abrange a todas as pessoas físicas brasileiras, ou seja, são cidadãos comuns que possuem o registro de RG e CPF. Os contribuintes que receberam no mínimo o valor de R$26.816,55 no ano e que se encaixam no IRPF deverão fazer, obrigatoriamente, o procedimento de declaração dentro da data estabelecida pela Receita Federal. Os cidadãos que receberam menos que isso ficam automaticamente isentos do pagamento.

Ao contrário do que muitos pensam, é muito simples fazer a declaração de pessoa física, basta somente que o usuário acesse o site da receita federal e baixe o programa gerador da declaração. Logo após o usuário deverá preencher todos os dados que são solicitados pelo sistema.

Cronograma do IRPF 2019

O Imposto de Renda é um imposto anual, relativo aos ganhos de pessoa física e jurídica e cobrado pelo Governo Federal. O valor do IRPF 2019 é estabelecido de acordo com os rendimentos que serão declarados para a Receita Federal.

O prazo do IRPF 2019 foi prorrogado até o dia 30 de abril. Todos os cidadãos na qualidade de contribuintes, que não fizerem a declaração serão multados, no valor mínimo de R$165,74 (cento e sessenta e cinco reais e setenta e quatro centavos), podendo chegar até a 20% do imposto devido.

Cronograma do IRPF 2019

Para os contribuintes que terão restituição à receber, é bom que fiquem cientes que elas serão pagas em lotes, que são sete, no total e seguem uma ordem de prioridades: os primeiros a receberem são os idosos, logo após os portadores de deficiência e doenças graves. Após esses, as devoluções são efetuadas de acordo com a ordem em que as declarações foram recebidas.

As restituições do lotes do Imposto de Renda serão entregues do mês de junho até o mês de dezembro. Segundo o cronograma IRPF, publicado no Diário Oficial da União, as datas das devoluções se darão nos seguintes dias:

  • 1º lote: 16 de junho;
  • 2º lote: 17 de julho;
  • 3º lote: 15 de agosto;
  • 4º lote: 15 de setembro;
  • 5º lote: 16 de outubro;
  • 6º lote: 16 de novembro;
  • 7º lote: 15 de dezembro.

Declaração IRPF 2019

Para o cidadão contribuinte que ainda não sabe como fazer a declaração do imposto de renda, é só conferir abaixo como realizar o procedimento corretamente:

Declaração IRPF 2019


Passo 01. O contribuinte deverá baixar o programa do Imposto de Renda, disponibilizado no site da Receita Federal: receita.fazenda.gov.br.


Passo 02. É importante ter em mãos todos os documentos e comprovantes que deverão entrar na declaração do Imposto de Renda que são: informes de rendimento, comprovantes de despesas que poderão ser abatidas e documentação que comprove a compra de bens.


Passo 03.  O usuário deverá preencher os dados da declaração. O programa é totalmente funcional e intuitivo e vai explicando ao cidadão o que ele precisa incluir nas áreas solicitadas. Para iniciar, clique em “Nova Declaração” (você pode importar os dados de declarações anteriores, caso já tenha feito alguma).


Passo 04. O contribuinte deverá preencher todos os seus bens e rendimentos, incluindo valores em contas bancárias e fundos de investimentos.


Passo 05. O contribuinte tem a opção de escolha do modelo da tributação, que pode ser a simplificada ou completa, porém o próprio sistema te dá a opção mais vantajosa, ou seja, a que gera menos custo e mais restituição. O programa faz essa análise considerando as informações fornecidas pelo usuário.


Passo 06. Assim que preencher todos os campos necessários, confira as informações. Corrija o que precisa ser corrigido e insera os dados que passaram despercebidos. É importante que a sua declaração esteja correta, para evitar que você caia na malha fina (quando há divergência de informações).


Passo 07. Como todas as informações corrigidas, o usuário poderá enviar a declaração, clicando em “Entregar Declaração”. Uma janela será aberta e o contribuinte precisará selecionar a declaração do ano base. Após enviar, faça a impressão do comprovante de envio e guarde junto com sua documentação.


Se ficou alguma dúvida sobre o Cronograma do IRPF 2019, você poderá deixa-lá nos comentários, pois assim que possível iremos te responder. Boa Sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *